Menu

Biblioteca Viva

O 2º ano vespertino escreve e desenha para as nuvens

"Severino faz Chover" conta a história de um menino magrinho, levado, moreno, cabeludo e "zoiúdo"- olhos grandes e arregalados. Severino era muito parecido com tantos outros meninos que a gente conhece. Já a terra onde o menino morava mais parecia com um amontoado de terra seca, cinza e amarelada. Sabem por quê? É que na terra de Severino quase não chovia. Por causa da escassez de água e alimentos, do verde das árvores e do colorido das flores, as pessoas viviam tristes, mas Severino era um menino diferente. Ao contrário das outras pessoas ele vivia feliz. Ele, na verdade, era um menino alegre e cheio de ideias, por isso um dia quis fazer uma surpresa para todos os habitantes daquele lugar seco, e cismou que iria fazer chover. E não é que deu certo? Junto aos seus amigos, realizaram muitas peripécias, incluindo enviar cartas para o céu com toda criatividade, alegria e esperança.

[caption id="attachment_3941" align="aligncenter" width="300"] Professora Rosângela ajuda as crianças do 2º ano a produzirem suas belas pipas[/caption]

Assim, diante dessa obra tão inspiradora, escrita por Ana Maria Machado, durante as aulas na biblioteca a turma do 2º vespertino fez chover ideias repletas de imaginação e engenhosidade. A partir da leitura do livro, os alunos se encantaram com um menino que, apesar de não saber escrever , teve uma geniosa ideia de enviar vários desenhos para as nuvens, desenhando a terra seca, a chuva, a terra molhada, bonita, com as plantas e os bichos bem felizes.

A atitude desse menino esperto foi uma boa inspiração para os alunos, pois cada um deles se transformou em Severino. Eles construíram um belo desenho em um papel colorido em forma de pipa. Os alunos ficaram bastantes satisfeitos em poder desenhar nas pipas seus desenhos favoritos. Além disso, escreveram suas palavras de incentivo pedindo que chovesse nas terras secas no nosso Nordeste. Será que as nuvens ouviram os pedidos das crianças e mandou tamanha abundância para o nosso sertão riograndensse?

[caption id="attachment_3942" align="aligncenter" width="300"] Será que as nuvens ouviram os pedidos da garotada?[/caption]

Enfim, essa obra não apenas possibilitou a turma do 2º ano vespertino adentrar no universo da literatura infantil, como também os conduziu a uma região tão nordestina, tão encantadora como é o nosso sertão!

Biblioteca

A Biblioteca da Casa Escola é um local que propicia experiências criativas com a leitura e onde se busca instigar nos alunos, desde a tenra idade, o interesse e a curiosidade pela literatura. Nessa perspectiva, as inferências e significações circulam e aproximam o universo literário das questões do dia a dia e do humano. Assim, nesse ambiente se desenvolve um trabalho lúdico, propondo situações de aprendizagem, quando professores de sala de aula e professores da biblioteca desafiam os alunos a se tornarem leitores críticos e se perceberem como possíveis personagens do mundo.

A biblioteca tem o seu papel reconhecido como um local para “passear de tapete mágico”, criar e possibilitar que os fantoches atuem como personagens principais, contemplar os personagens dos livros e/ou filmes, elaborar ilustrações a partir de releituras, contar e vivenciar histórias, além de compartilhar informações da nossa realidade histórica e atual.

  Como funciona a biblioteca?

O acervo da biblioteca é renovado anualmente, catalogado e informatizado de acordo com o autor e gênero literário ao qual pertence, sendo organizado nas estantes por nível educacional sugerido. Além dos livros, a biblioteca é um local onde são encontrados diversos jogos. O horário de funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 19h. Todas as atividades desenvolvidas ali são cuidadosamente elaboradas por um profissional, da área da pedagogia, letras e/ou biblioteconomia, preocupado com a formação de bons leitores. Cuidar e zelar pela biblioteca provocam em seus visitantes uma atitude responsável e cidadã em relação ao espaço coletivo e a preocupação em preservar um acervo de livros e jogos que é de uso comum e compartilhado.